Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

PALESTINA reconhecida

Palestina pode ser reconhecida pela maioria dos países em 2011

O ministro palestino das Relações Exteriores, Riyad al-Malki, disse neste domingo (9) que a maioria dos países do mundo, entre eles os da União Europeia, reconhecerão em 2011 a Palestina como Estado. A afirmação foi feita depois de reunião com a chanceler espanhola, Trinidad Jimenez.

"A ministra espanhola me disse que a União Europeia irá reconhecer um Estado palestino no início de setembro" de 2011, declarou Malki aos jornalistas, sem informar quando ocorreu esta conversa com Jiménez.

"Caso a União Europeia (UE) não o faça, a Espanha será o primeiro país a reconhecer um Estado palestino", garantiu. Malki disse ainda que, antes do fim de setembro, "a maioria da comunidade internacional irá reconhecer um Estado palestino independente".

O Chile reconheceu na sexta-feira a Palestina como um Estado "livre e independente", seguindo outros países da América Latina.
Em dezembro, Brasil, Argentina, Bolívia e depois Equador reconheceram a Palestina como um "Estado livre e independente no interior das fronteiras de 1967", ou seja, o traçado da fronteira antes da guerra dos Seis Dias.

O Uruguai anunciou que fará o mesmo em 2011, sem informar em que fronteiras.
Cuba, Venezuela, Nicarágua e Costa Rica já reconhecem o Estado palestino.
Malki indicou que a Autoridade Palestina se esforça para obter o reconhecimento do México e de outros países da América Central e do Sul.

Esta onda de reconhecimentos latino-americanos alarmou Israel e suscitou a reprovação de Washington, para quem "qualquer ação unilateral é contraproducente", segundo o departamento de Estado.

Com agências internacionais

Nenhum comentário:

Postar um comentário