Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

sexta-feira, 13 de maio de 2011

A história do Tabaco.

Desconhecido dos europeus até a viagem de Colombo, em 1492, o tabaco já era utilizado pelos nativos da América desde tempos remotos. Os índios que viviam no atual território brasileiro acreditavam que, pelo fumo, podiam entrar em contato com os espíritos e fazer adivinhações. empregavam também a planta para curar feridas, dores de estômago, fístulas e outras doenças. O produto poderia ser comido, bebido em fusão, mascado e fumado. Encantado com a planta, Luís de Góes, que veio com Martim Afonso de Sousa em 1530, levou as primeiras mudas para Portugal.
Índios fumam tabaco em gravura que retrata o descobrimento
da América por Cristóvão Colombo em 1492.
Na França, o sucesso do fumo começou depois que Jean Nicot, embaixador francês em Lisboa, presenteou sua rainha, Catarina de Medici, com certa quantidade do produto. Quando ela passou a atribuir ao tabaco a cura de suas enxaquecas, o consumo do produto se tornou comum na alta sociedade francesa e caiu no gosto da população.
Já na Inglaterra, o hábito de fumar e mascar fumo foi introduzido na década de 1580, quando os corsários de Francis Drake e Wlater Raleigh, de volta de viagens à América do Norte, levaram para lá mudas de tabaco.

No século XX, a indústria cinematográfica norte-americana associou o ato de fumar ao charme, à beleza e ao sucesso, e o cigarro espalhou-se por todo o mundo. a partir das últimas décadas do século, porém, o poder de sedução do tabaco diminuiu com a divulgação de pesquisas médicas que o apontam como responsável por inúmeras doenças, entre elas o câncer, que pode ser fatal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário