Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Os Guerreiros do Brasil

YANOMAMI E NÓS (Pacto da vida) / CURI CURI


YANOMAMI E NÓS (Pacto da vida) - Letra

Ter de resisti à dor, à dor.

Sem comprender por que à dor, à dor.

Ter de suportar viver à dor, à dor.

E sem merecer à dor, à dor.

-

Se é esse o meu destino, quem é o algoz que o traçou.

Quem me contaminou.

Quem me doou a dor.

-

Homem não existe para ser só animal.

A sua história é mais que corporal.

Abre o sentido para ter, a liberdade.

Com todo mundo que é seu igual, e solidário.

Pensará... Amará... Sonhará... Saberá...

Que a felicidade da cidade não tem que o mato matar.

-

Aí a dor vai nos unir,

O fim da dor começa é assim,

É o filho que não para de crescer,

A fruta que vai madurar,

Aquela mão, aquela paz, morena, é aquele olhar

Que é sempre, verde verdejá

É aquele gesto humano,

É aquela voz humana,

É aquele amor humano, que chega e diz que vai ficar.

Composição: Milton Nascimento e Fernando Brant

Gravação: Milton Nascimento

Disco: Txai (imagem da capa abaixo)

Editora: CBS

Ano: 1990

-

(clique para ampliar)


-

Para analisar a letra da música

  1. Qual seria a "dor" a que se referem os autores da letra?
  2. Identifique na letra elementos que distinguem a cultura indígena dos "brancos"?
  3. Interpretar a passagem "Que a felicidade da cidade não tem que o mato matar."

Fonte: Portal do professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário