Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

A Era Vargas

Em dois mandatos, de 1930 a 1945 e de 1951 a 1954, Getúlio Vargas foi o homem que por mais tempo governou o Brasil republicano e aquele que mudou a cara do país, acelerando a industrialização, ampliando a soberania nacional e estabelecendo os direitos trabalhistas. A era que receberia seu nome não quebrou o poder das oligarquias, mas trouxe novos atores sociais à cena política.

Governo Provisório (1930-1934): Os revolucionários que apoiaram a chegada de Vargas ao poder não constituíam uma corrente única. Havia diversas tendências políticas, dentre as quais destacavam-se o tenentismo e as oligarquias estaduais. Para chefiar os Governos de cada Estado, Getúlio nomeou diversos interventores ligados ao tenentismo. A influência do tenentismo junto ao Governo desgostou principalmente a oligarquia que, em 1932, deflagrou a chamada Revolução Constitucionalista. Os revoltosos exigiam a "rápida reconstitucionalização do País e o retorno à vida democrática", pois ainda detinham o controle dos mecanismos eleitorais. A Revolução Constitucionalista durou três meses, sendo subjugada pelas tropas federais. Encerrando a Revolução Constitucionalista, e seguindo as determinações do Código Eleitoral, foram encaminhadas as providências para a elaboração da nova Constituição do País. Esta foi promulgada em 16 de julho de 1934. Principais inovações constitucionais: voto secreto; direito de voto expressamente garantido à mulher; criação da Justiça Eleitoral; estabelecimento dos direitos trabalhistas fundamentais; nacionalização das riquezas naturais encontradas no subsolo e de outras, como as quedas d'águas.

Links:
http://www.colegioweb.com.br/historia/o-governo-provisorio.html
http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos-revista/revolucao-renovadora
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_de_1930
http://historiapensante.blogspot.com/search/label/Revolu%C3%A7%C3%A3o%20de%2030
http://www.brasilescola.com/historiab/revolucao-30.htm
http://www.mundovestibular.com.br/articles/9186/1/A-Revolucao-de-1930-Resumo/Paacutegina1.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Constitucionalista_de_1932
http://www.algosobre.com.br/historia/revolucao-constitucionalista-de-1932.html
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=340
http://www.marcillio.com/rio/hiregpro.html

Governo Constitucional (1934-1937): durante esse período, ganhavam destaque dois grupos políticos rivais: o integralismo e o aliancismo. O integralismo foi a versão brasileira do nazi-fascismo, tendo como principal líder Plínio Salgado. O aliancismo era uma "frente de oposição' que tinha como tônica geral uma pregação antifascista e anti-imperialística. Seu presidente de honra era Luis Carlos Prestes.
Temendo a expansão das idéias aliancistas, o Governo decretou o fechamento da sede da ANL (Aliança Nacional Libertadora). A extinção da ANL provocou a reação de alguns militantes ligados ao Partido Comunista Brasileiro (Intentona Comunista, de novembro de 1935). Com a ajuda dos integralistas, Getúlio Vargas simulou a existência de um plano de derrubada do regime (Plano Cohen) e, fazendo grande alarde sobre o "perigo comunista", preparou um golpe de Estado que levou a Nação à ditadura do Estado Novo.

Links:
http://www.colegioweb.com.br/historia/o-governo-constitucional-19341937.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Era_Vargas
http://pt.wikipedia.org/wiki/Get%C3%BAlio_Vargas
http://www.coladaweb.com/historia-do-brasil/constituicao-de-1934
http://pt.wikipedia.org/wiki/A%C3%A7%C3%A3o_Integralista_Brasileira
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alian%C3%A7a_Nacional_Libertadora
http://pt.wikipedia.org/wiki/Intentona_Comunista
http://educacao.uol.com.br/historia-brasil/intentona-comunista.jhtm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Plano_Cohen
http://educacao.uol.com.br/biografias/olga-benario.jhtm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Integralismo
http://educacao.uol.com.br/historia-brasil/integralismo.jhtm

Governo Ditatorial ou Estado Novo (1937-1945): O Estado Novo teve início com a imposição à Nação da Constituição de 1937, a Constituição "Polaca". Com base nesta Constituição, o Governo pode exercer uma ação enérgica e rigorosa contra seus adversários. O Governo de cada Estado era chefiado por Interventores federais. Vigorava em todo o País o estado de emergência. O DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) exercia severa censura sobre os meios de comunicação. No plano econômico, O Estado Novo foi marcado pela crescente intervenção do Estado na economia. Mesmo recebendo substancial ajuda do Governo, o setor agrícola conheceu um período de crise que contrastou com a ascensão do setor industrial. Este diversificou suas atividades seguindo o processo de substituição de importações (a industria nacional foi favorecida pela desorganização do comércio internacional durante o período da Segunda Guerra Mundial). O Governo enfatizou o processo de industrialização construindo empresas de base como a Companhia Siderúrgica Nacional (Usina de Volta Redonda) e a Companhia Vale do Rio Doce.
Com o ingresso do Brasil na Segunda Guerra Mundial, lutando contra o nazifascismo, criou-se uma situação contraditória para o Estado Novo. À medida que as potências liberais iam derrotando as potências liberais iam derrotando as potências do eixo, um clima favorável às idéias liberais espalhavam-se pelo mundo. Getúlio instaurou, então, medidas redemocratizantes, procurando adaptar-se à nova conjuntura. Aproximou-se das massas populares, promovendo uma política nacionalista. Não conseguiu, entretanto, evitar que as classes dominantes se voltassem contra seu governo e articulassem o golpe de outubro de 1945 que o derrubou do poder.

Links:
http://educacao.uol.com.br/historia-brasil/ult1689u31.jhtm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Estado_Novo_(Brasil)
http://www.colegioweb.com.br/historia/o-estado-novo-19371945.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Departamento_de_Imprensa_e_Propaganda
http://historiaglobal21.wordpress.com/2009/05/25/getulio-vargasgetulio-vargas-governo-ditatorial-1937-1945/
http://mundoeducacao.uol.com.br/historiadobrasil/cultura-no-estado-novo.htm
http://veja.abril.com.br/especiais_online/segunda_guerra/edicaoespecial/indice.shtml
http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=406
http://pt.wikipedia.org/wiki/Era_Vargas


Governo Democrático (1951-1954): Concorrendo para as eleições presidenciais, Vargas foi eleito com esmagadora maioria de votos. Assumindo o poder, foi apagando a imagem de ditador do Estado Novo e construindo em seu lugar a figura de estadista democrata. Nesta fase, Vargas empenhou-se em realizar um governo de caráter nacionalista (criou a Petrobras). Suas medidas governamentais provocaram violenta reação da alta burguesia, que o acusava de pretender implantar no Brasil uma República Sindicalista. Na verdade, sua política de aproximação com a classe trabalhadora preocupava a oposição, que se utilizou do crime ocorrido em 5 de agosto de 1954 para exigir sua renúncia. A crise terminou em 24 de agosto de 1954, data em que Getúlio Vargas suicidou-se.

Links:
http://educacao.uol.com.br/historia-brasil/ult1689u62.jhtm
http://www.brasilescola.com/historiab/getulio-vargas.htm
http://prof-tathy.blogspot.com/2010/08/principais-acontecimentos-do-governo.html
http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/governo-getulio-vargas/um-tiro-que-mudou-o-rumo-da-historia.php
http://www.sofi.com.br/node/521
http://www.infoescola.com/historia-do-brasil/industria-na-era-vargas/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Carlos_Lacerda
http://educaterra.terra.com.br/voltaire/brasil/2003/10/01/000.htm
http://www.ahistoria.com.br/historia-do-brasil/republica-populista.html
http://www.pitoresco.com.br/historia/republ303x.htm



Fonte: Blog História Pensante

Nenhum comentário:

Postar um comentário