Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

domingo, 11 de abril de 2010

Família Islã



Algumas das famílias islâmicas são extensas, pois existem várias que vivem com três ou mais gerações de parentes (avós, pais, tios, tias e suas descendências) e devido á prática de poligamia (um homem pode casar, no máximo, com quatro mulheres desde que este tenha o consentimento da primeira esposa, tendo esta autoridade sobre as demais).
As crianças destas famílias não sentem a falta dos pais que trabalham, porque são cuidadas pelas mulheres da casa.
As tradições islâmicas têm uma forte participação da família no que diz respeito aos casamentos. Enquanto a maior parte das mulheres discorda do planejamento do seu casamento feito pelos seus familiares, os muçulmanos defendem que esta prática é vantajosa, pois assegura casamentos baseados em princípios mais sólidos e dá pouco relevo à atração física e desejo sexual.

2 comentários:

  1. Pois...
    peço novamente que antes de publicar qualquer coisa que vc pesquise antes , pois está a passar informações incompletas e isso para um blog de pesquisas é estranho.
    sim as familías MUÇULMANAS são sim extensas pois é uma recomendação do Profeta Muhammad(SAWS)aos muslim que se casassem e tivessem muitos filhos para assim fazer crescer mais e mais a Umah (comunidade muçulmana)E NÃO POR CAUSA DE POLIGAMIA,a poligamia sim é possível no islam , mas não é nada assim fácil não , o homem tem que ter uma boa situação financeira pois deverá manter as esposas em tudo o que elas precisarem , não pode haver distinção alguma entre as esposas inclusive no amor e no carinho por elas ,é um ERRO pensar que a poligamia é fácil , além do mais a poligamia era sim práticada mais intensamente em Epocas passadas onde os homens iam para as guerras e deixavam muitas viúvas desamparadas, os homens que sobreviviam tomavam essas viúvas por esposas para dar suporte . (e esse é um bog de pesquisas em ...)
    e sim algumas pessoas vivem com várias gerações da Familía mas isso NÂO é uma coisa da religião, isso é cultural de cada país , assim como aqui no Brasil não há tal prática , na India sim há e essa é a cultura deles, mas isso não se mistura com a Religião.
    e eu não sei de onde a autora tirou em dizer que as crianças não sentem falta do pai se no Islam a Família é a instituição mais importante ,e sim as crianças ficam mais com as mães mas SIM os pais também tem que participar do processo de educar seus filhos. os pais muçulmanos sim saem com seus filhos , brincam e tudo o que a autora pensa que eles não fazem .
    quanto ao casamento , penso que a autora se baseia para escrever em tribos do interior de países como Paquistão ou Índia onde há sim casamentos forçados , mas pelo islam é inadmissível que casem uma moça sem o consentimento dela , ela deve sim concordar com o casamento ou não sem pressões ou represálias. POR FAVOR , pelo blog ser de pesquisas e história a autora DEVE se informar melhor para escrever sobre o Islam ,já que mais de um terço da população mundial é muçulmana, o Brasil já é o segundo em numero de muçulmanos nas américas,atrás apenas dos EUA.e o Islam continua a ser a religião que mais cresce no mundo. INFORME-SE .
    fique com Deus.

    ResponderExcluir
  2. Olá querida leitora muçulmana, é uma enorme satisfação te-la como seguidora do meu humilde blog.Peço carinhosamente que vc devido há tantos esclarecimentos e sabedoria sobre mulheres islâmicas me envie textos para publicação. Desde já agradeço pelos post e pelas aulas de sabedoria. Meu e-mail: pretadai@gmail.com

    ResponderExcluir