Você encontra aqui conteúdos da disciplina História e Cultura Afro- Brasileira para estudos e pesquisas, como também, assuntos relacionados à Política, Religião, Saúde, Educação, Gênero e Sociedade.
Enfim assuntos sobre o passado e sobre nosso cotidiano relacionado à História do Brasil e do Mundo.







Seguidores

Visitantes

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Cristovam Buarque lembra as quatro grandes efemérides de abril




Em pronunciamento nesta terça-feira (20), o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) chamou a atenção para as quatro grandes efemérides de abril, afirmando que essas datas "não podem passar em branco": a descoberta do Brasil (22), o Dia do Índio (19), a Inconfidência Mineira e a inauguração de Brasília (ambas em 21 de abril).

Cristovam afirmou que enquanto a descoberta do Brasil é a data em que nossa história começou, o Dia do Índio marca "uma grande tragédia, um verdadeiro genocídio". Para ele, o Brasil tem "um grande débito" com a população indígena que não está sendo pago.

Em 21 de abril, na avaliação do senador, ocorreu "o ato máximo de heroísmo de um brasileiro que representa e simboliza a luta pela independência", com o martírio de Tiradentes em consequência da Inconfidência Mineira. Na mesma data, acrescentou, foi inaugurada mais tarde a nova capital, que foi "pensada ainda no século 18 pelos próprios inconfidentes".

Cristóvam disse que Brasília tornou-se um patrimônio mundial da humanidade graças, em primeiro lugar, a seu caráter monumental, mas observou que também contribuíram para esse título a epopeia que foi a construção da cidade onde antes não havia nada; e o fato de ter, em poucas décadas, se transformado em uma metrópole.

O parlamentar afirmou que a cidade "foi demolida moralmente" com os últimos acontecimentos que acabaram com a prisão e renúncia de seu governador. Ele disse esperar que, nos próximos meses, anos e décadas, a cidade "sirva de exemplo do ponto de vista moral ao Brasil inteiro". Desejou que Brasília deixe de ser "uma cidade que não sabe se governar, como foi demonstrado", e se torne uma cidade que saiba se governar para todos, e não apenas para uma pequena elite.

Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário